Especialidades

Hemodiálise

A Clínica Veterinária CDMV e o Serviço de Nefrologia e Urologia passam a oferecer mais uma terapia no tratamento da Insuficiência Renal Aguda e/ou Crônica. Na maioria dos casos, a Hemodiálise vai aumentar a sobrevida, melhorando a qualidade de vida; para outros, pode ser o tratamento que vai impedir a evolução para uma falência renal, como nos casos de intoxicações e/ou alguns quadros agudos de Insuficiência Renal.

O que é hemodiálise?

A hemodiálise é uma terapia na qual uma máquina realiza temporariamente o trabalho dos rins, quando esses já não conseguem mais realizar o seu trabalho com eficiência. Tem por objetivo inicial diminuir os níveis de ureia e creatinina, normalizar os níveis dos eletrólitos, corrigir distúrbios dos ácidos básicos (potássio, sódio e cloretos) e hídricos (hiper-hidratação). Basicamente, funciona através de um circuito extracorpóreo que auxilia a filtração do sangue. Vale lembrar que é um procedimento que visa a controlar o quadro clínico do paciente e não curá-lo.

O meu animal vai ficar curado?

Infelizmente, não existe garantia. Tudo depende da causa da lesão renal (falência aguda por intoxicação, por uso de medicamentos ou em decorrência do envelhecimento), do tempo que já está instalada (aguda ou crônica) e de outras doenças concomitantes. Somente depois de iniciá-lo é possível avaliar o prognóstico, duração do tratamento e a indicação de continuá-lo ou não. Cada animal pode responder de modo diferente ao mesmo tratamento.

Esse procedimento é seguro? Existe risco de vida?

Como qualquer procedimento médico realizado, existe a possibilidade de intercorrências durante ou após o procedimento, dentre elas podemos ter: hipotensão, distúrbios de coagulação (formação de trombos com trombose), distúrbios neurológicos, anemia/hemorragia e reações anafiláticas. Estes distúrbios ocorrem com uma frequência inferior a 5% dos casos e normalmente são revertidos com a descontinuidade do procedimento ou com medicação. Para evitar os efeitos deletérios, o paciente é monitorado constantemente por um médico veterinário durante todo o procedimento. Exames de função renal, gasometria, eletrólitos e hemograma são realizados antes e depois de cada procedimento, de acordo com a necessidade de cada paciente.

Todo animal pode fazer hemodiálise?

Não. Animais com peso inferior a 3,0 kg não podem realizar hemodiálise. Além dessa limitação do peso, animais com distúrbios de coagulação, hipotensão ou anemia grave também não podem realizar o procedimento.

Quando meu animal vai melhorar? Uma sessão é suficiente?

De acordo com recomendações técnicas e da causa da lesão renal, cada hemodiálise tem uma limitação quanto à porcentagem de toxinas que podem ser retiradas do organismo do paciente por sessão. Assim sendo, normalmente são necessárias ao menos três sessões de hemodiálise para controlarmos melhor o quadro do paciente.

Como é feito esse tratamento?

Para a realização do procedimento é necessária a colocação de um cateter venoso central na veia jugular, que, em alguns casos, pode requerer sedação. Normalmente, o animal não precisa de anestesia durante o procedimento da hemodiálise, exceto gatos, que ficam muito agitados quando contidos. Com o cateter já fixado na jugular, o animal é conectado à máquina por uma linha de sangue (equipo), por onde vai passar parte do sangue do paciente. Literalmente, tiramos o sangue do animal e passamos pela máquina, que vai filtrá-lo, retirando as toxinas que deveriam ser excretadas pelos rins. Esse procedimento pode demorar de 1 a 3 horas. Nesse período, o animal tem que ficar quieto e a maioria normalmente dorme, pois não sentem dor ou desconforto. Esse cateter somente será removido ao final do tratamento, por isso tem que ser monitorado para que o animal não o arranque em casa. Alguns animais deverão ficar internados durante as sessões de acordo com estado geral de cada paciente. Outros animais vão para casa com o cateter e voltam para fazer as sessões no hospital.

Para segurança do paciente e por ser um tratamento muito complexo, é necessário o acompanhamento de um Veterinário Especialista em Nefrologia, que vai acompanhar todo o tratamento e orientar a respeito dos cuidados necessários, tomando as medidas necessárias para o melhor aproveitamento da hemodiálise.